Publicações8

  • Outros animais são usados como terapia.
  • Há quatro anos, observando a interação entre uma criança portadora de síndrome de Down e um cão da raça Rottwailer, Mariza Solano, 49, montou um projeto canil cambará, junto com o adestrador do animal, Antonio lima, 30, a profissionais de saúde de uma escola para crianças com necessidades especiais.
    Quarenta alunos de escola visitam semanalmente o canil, como tratamento complementar ás terapias.

    Os animais motivam as crianças a fazer exercícios, seja jogando bolinhas ou andando pelos campos de agility (percursos com obstáculos para traimento de cães).contribuem para o desenvolvimento motor, de mobilidade e até mesmo da fala.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *