Publicações18

  • Revista Metropolis

    texto: Mariana Granha

  • A ajuda que vem dos animais 

    A terapia com animais está se tornando, cada vez mais, uma ótima opção para o tratamento de problemas físicos e emocionais.

    O MELHOR AMIGO DO HOMEM.

  • Em são Roque, a ONG Zooterapia desenvolve trabalhos de terapias com cães. As atividades começaram com a vizita de um grupo de alinos da pré-escola ao canil “ centro de treinamento cães assistentes, onde funciona a organizaçao. “ Na ocasião,ayrton, portador da Síndrome de DOWN e praticante de equoterapia ( tratamento com o auxílio de cavalos), foi o único do grupo a não temer a cadela Nagoya, uma dócil rottweiler do canil. Ela montou em suas costas e puxou suas orelhas como se fossem rédias de um cavalo, enquanto o cão se mostrava-se resepitivo e extremamente carinhaso com a criança “, conta o adestrador da ONG, Antonio Marcos de Lima.

    A partir daí atividades começaram a ser desenvolvidas, para aprofundar o relacionamento entre animais e pessoas. Não as que sofrem alggum tipo de deficiência, mas também com a comunidade local. Entre as ações da ONG fuciona a Terapia Assistida por Animais, já que, com passar do tempo, as sessões de fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia e terapeuta ocupacional, muitas vezes, provocam o desinteresse do paciente”, explica a psicólaga Sabine Althausen, diretora de terapia da ONG.

    O objetivo é o paciente realize o tratamento sem que isso seja uma obrigação. “ Em um consultório, o fisioterapelta pede para apertar uma bolinha com as mãos. Na atividade com o co-terapeuta, o paciente lança a bolinha para o cachorrao buscar, fazendo o mesmo exercício, só que a sensação é de estar apenas brincando”, explica a picicóloga.
    Outra atividades no contextos escolar, cujo instrumento é o contato dos alunos com os cães para promover a aprendizagem. Os cachorros são levados para sala de aula e auxiliam o desenvolvimento de atividades que incitam o aprandizado. “ O cão passa a ser um estímulo e muitas crianças foram ajudadas”, conta marisa Solano, presidente da ONG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *