Publicações12

  • ONG ZOOTERAPIA, EM SÃO ROQUE, PROMOVE FESTA DE NATAL.
  • Nesta sexta feira, dia 10, a partir do meio-dia até as 16 horas haverá uma grande festa ONG Zooterapia e do Canil Cambará para aproximadamente 1.200 crianças da região de São Roque. Nas atividades, tobogã, piscina de bolinha, cama elástica, apresentação de palhaços, distribuição de presentes pelo Papai Noel (que chegará no carro de Bombeiros), algodão doce, pipoca, milho verde, refrigerante, tudo de graça conseguido por doações.
    A festa já é realizada há alguns anos e é a oportunidade de a Zooterapia, que fica nas dependências do Canil Cambará, abrir suas portas para a comunidade.A organização não governamental Zooterapia (www.zooterapia.com.br), localizada em São Roque, realiza um trabalho comprometido com o desenvolvimento humano a partir da interação de crianças e adolescentes, portadores de deficiência ou não, com cães. Criada em fevereiro de 2003 e qualificada atualmente como OSCIP – Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, a ONG conta hoje com uma equipe multidisciplinar, formada por profissionais como adestradores, veterinários, pedagogos, psicólogos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, entre outros.

    Atualmente, a Zooterapia atua em quatro áreas:

    1) EAA – Educação Assistida por Animais (Projeto Crescendo Juntos): são atividades no contexto escolar, cujo instrumento é o contato dos alunos com os cães para promover a aprendizagem, através da parceria entre escolas e a Zooterapia. Durante uma hora, adestrador, auxiliar, cão e professor desenvolvem atividades que estimulam o aprendizado dos alunos.

    2) TAA – Terapia Assistida por Animais: atendimento em psicologia para crianças e adolescentes com deficiência, uma intervenção com objetivos definidos na qual um animal que obedece a critérios específicos é parte do tratamento. É uma alternativa de tratamento, já que, com o passar do tempo, as sessões de fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia e terapia ocupacional muitas vezes provocam o desinteresse do paciente.

    3) AAA – Atividade Assistida por Animais, Zooterapia nas Instituições: em visitas periódicas, profissionais da Zooterapia desenvolvem a atividade com alunos das escolas e instituições para deficientes. O objetivo é fornecer as instituições parcerias a oportunidade de praticar uma atividade diferenciada, com interação entre pessoas e cães treinados, modificando a rotina e introduzindo novos elementos.

    4) Posse-responsável: consiste em palestras e atividades estimulando as pessoas a melhorar o convívio com animais.

    BENEFÍCIOS DA ZOOTERAPIA – A utilização de animais em tratamentos terapêuticos vem do final do século 18, na Inglaterra. O Retiro de York, um a instituição psiquiátrica, mantinha animais em seus pátios onde os pacientes passeavam. Mais recentemente, na década de 60, o psicólogo norte-americano Boris M. Levinson trouxe para ciência e a prática a riqueza do potencial terapêutico da relação entre pessoas e animais.
    No Brasil, a psiquiatra Nise da Silveira conduziu, já nos anos de 1950, um trabalho pioneiro entre pacientes esquizofrênicos e animais co-terapeutas.
    A experiência com animais, nos moldes que desenvolve a Zooterapia, tem mostrado que o tratamento traz benefícios, como: um ambiente mais enriquecido, motivando as crianças a pensar e aprender; proporciona atividade interessante, espontânea, facilitando a aprendizagem; facilita o desenvolvimento emocional através do vínculo formado entre criança e cão no qual muitos sentimentos são trocados, auxiliando na superação de conflitos e numa maior consciência de si mesmo; encoraja o respeito por todas as formas de vida, desenvolvendo senso de responsabilidade e de cuidado com o outro; estimula a participação de crianças mais retraídas e tímidas nas atividades em grupo; facilita a comunicação de situações de risco vividas pela criança, tais como violência doméstica, abuso sexual, problemas de álcool e drogas, entre outros; favorece a inclusão de alunos com deficiência, tendo como inspiração o animal, que não julga nem tem preconceito.

    HISTÓRIA – A Zooterapia começou como uma iniciativa do Canil Cambará em 1998, quando recebeu a visita dos alunos da Escola Toquinho de Gente. Ayrton, um garoto com Síndrome de Down e praticante de equoterapia, montou na cadela Nagoya como se ela fosse um cavalo. A partir de então, várias atividades começaram a ser desenvolvidas no Canil Cambará, com o objetivo de aprofundar o relacionamento entre animais e pessoas, não necessariamente com deficiência, mas também com a comunidade local, até a fundação oficial da Ong Zooterapia em 2003. Até hoje o Canil Cambará colabora com a Ong, destinando parte do que é arrecadado com a hospedagem dos cães no hotel para a Zooterapia.

    EQUIPE – A educadora Marisa Solano Pereira é a presidente da Ong Zooterapia, e a diretoria da organização é formada pelo adestrador Antonio Marcos Lima, especializado em comportamento animal; Sabine Althausen, psicóloga formada pela Universidade de São Paulo e mestranda do Instituto de Psicologia da USP e Fábio Solano Pereira Jínior, veterinário formado pela Universidade de Alfenas-MG, que presta serviços na região de São Roque e na Clínica SOS Animal. Além deles, a Zooterapia recebe a colaboração de profissionais de diversas áreas, que trabalham voluntariamente para a ONG.

    SERVIÇO – Festa de Natal-dia 10 de Dezembro de 2004, sexta-feira, das 12 às 16 horas. ONG Zooterapia.

    www.zooterapia.com.br , Estrada da Cachoeirinha, 290, Sorocamirim, São Roque -São Paulo

    (reportagem extraída do JORNAL DA ECONÔMIA, 10 de Dezembro de 2004).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *